Entenda a diferença entre VLT e BRT

 

Nos últimos anos, em razão dos incentivos governamentais e dos eventos internacionais que o Brasil sediou (Copa do Mundo, Olimpíadas e Paralimpíadas), ocorreu a ampliação da discussão acerca dos melhores modais para a mobilidade urbana nas grandes cidades.

Diversas foram as propostas de projetos de mobilidade apresentados no Brasil. Entretanto, dois modelos de transporte coletivo urbano acabaram por centralizar a discussão em torno da melhor solução para a enorme demanda de transporte coletivo: o Bus Rapid Transit (BRT) e o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

O VLT é uma composição ferroviária com trilhos de superfície que precisa de energia elétrica. Trata-se de um sistema de transporte que atende a oferta de transporte existente entre o ônibus e o metrô subterrâneo.

BRT (Bus Rapid Transit) é um termo utilizado para sistemas de transporte urbano com ônibus, que são alvo de consideráveis melhorias na infraestrutura, nos veículos e nas medidas operacionais que resultam em uma qualidade de serviço mais atrativa. Pode ser compreendido como um ônibus de grande capacidade que opera em faixas segregadas na superfície.